hes-servio-social

SERVIÇO SOCIAL

Conheça o Curso

Conheça o Curso

O curso de Serviço Social da Faculdade São Francisco de Assis, forma profissionais capazes de responderem às demandas sociais, através de práticas competentes e éticas.  A formação é moldada em estratégias na busca de excelência e inovação para o exercício profissional em Serviço Social. Nessa lógica, prepara-se para a intervenção frente às diferentes configurações de exclusão social, direcionada à garantia de direitos e a promoção da cidadania. Reconhece e instrumentaliza para abordagens interventivas na realidade social.

O curso foca no desenvolvimento de competências de gestão e no trabalho interprofissional. Para tanto, recorre a estratégias metodológicas formativas que favoreçam a construção de transformações nas realidades de trabalho do profissional. O curso foi autorizado pela Portaria 376, de 21/08/2019 – DOU 22/08/2019.

O perfil do egresso deve contemplar as atribuições privativas do exercício profissional do assistente social, definidas em lei, bem como as dimensões teórico-metodológicas, ético-políticas e técnico-operativas da competência profissional. Para tanto, considera-se que o profissional formado pela FACULDADE SÃO FRANCISCO DE ASSIS deve possuir competências para conhecer, compreender, interpretar, analisar, planejar, intervir e avaliar os fenômenos presentes no contexto das relações sociais, a partir da análise do movimento histórico da sociedade brasileira, aprendendo as suas particularidades em face da sua constituição e desenvolvimento atual.

O Curso de Serviço Social busca formar profissionais críticos, que tenham internalizados os valores do projeto ético-político da profissão e o compromisso com a sua materialização, habilitados a realizar a leitura e a intervenção no real para contribuir com a redução das desigualdades (expressões da questão social) e com o fortalecimento das resistências dos sujeitos sociais, através do desenvolvimento de processos sociais emancipatórios, na perspectiva da garantia do acesso aos direitos, fortalecimento e autonomia dos sujeitos.

O direcionamento da formação dos assistentes sociais é para a construção de um perfil profissional que tem como centralidade o exercício da autonomia e da reflexão permanentes sobre os desafios e demandas sempre renovadas, postas aos processos de trabalho onde o assistente social se insere na atualidade, detentor de um conjunto de conhecimentos que o auxiliem no entendimento da complexidade, da dinâmica social possibilitando ao mesmo interagir com a realidade e capacitando-o para a intervenção social desde uma perspectiva ética e política.

O exercício profissional pressupõe a construção de vários conhecimentos, habilidades e atitudes, tudo traduzido em competências expressas na capacidade de:

  • discernir sobre a realidade de modo crítico e autocrítico;
  • exercer o movimento investigativo acerca da realidade profissional à qual se vincula de forma imediata e mediata, buscando a formação permanente;
  • integrar-se e articular-se com outros profissionais, visando ao enfrentamento propositivo, às expressões da questão social na área de atuação.

Além disso, o exercício profissional do Assistente Social, balizado pela Lei de Regulamentação da Profissão e pelo seu Código de Ética, implica exigências práticas a serem incorporadas no cotidiano da formação, que garantam o conhecimento das conjunturas, forças, atores e sujeitos implicados na ação social, incluindo as relações Estado/Sociedade; a capacidade de vincular os direitos sociais e a cidadania à vida cotidiana, rompendo com práticas clientelistas, corporativistas e paternalistas; a capacidade de elaborar estratégias de intervenção social relativas aos direitos humanos, incluindo o atendimento de vítimas de violação de direitos e de violadores que carregam as marcas da vulnerabilidade social em suas trajetórias individuais e coletivas; a capacidade de intervenção cultural junto aos processos de integração/discriminação, expressão da cultura e da fala de grupos oprimidos; a capacidade de gestão da questão social com manejo dos fluxos modernos de indicadores, informação, informática, multimídia e redes de comunicação, num exercício crítico da mesma; o conhecimento de diferentes expressões da questão social que se colocam na agenda da sociedade, por exemplo, AIDS, drogadição, gravidez na adolescência, processos de ruralização, exploração sexual, vítimas de violência, pobreza, entre outras:

  • a capacidade de abordar, de diferentes formas, a parceria na intervenção social e de desenvolver a participação e a solidariedade;
  • a capacidade de superar dificuldades de comunicação nas relações sociais em diferentes instâncias;
  • a capacidade de trabalhar as políticas de assistência social, de previdência social e de saúde e outras políticas sociais na dimensão da cidadania;
  • a capacidade de ocupar novos espaços sócio-ocupacionais junto ao 1o, 2o e 3o setores, atribuindo significados novos e emancipatórios a espaços ocupacionais tradicionais do Serviço Social na esfera pública e privada;
  • utilizar técnicas contextualizadas e vinculadas às estratégias de intervenção e fundamentadas por teorias;
  • reconhecer-se como profissão liberal, portanto, capaz de empreender no mercado de trabalho de forma autônoma, terceirizada, cooperativada, entre outras modalidades de inserção ocupacional.

A PRÁTICA PROFISSIONAL DA/O ASSISTENTE SOCIAL
A prática profissional da/o Assistente Social é orientada pelos princípios e direitos firmados na Constituição de 1988, pelo marco regulatório das políticas sociais e pelas legislações complementares referentes aos direitos da população. A lei nº 8662/93 regulamenta a profissão e dispõe sobre: Competências, Atribuições privativas, Representação da categoria e afins.
O profissional Assistente Social intervém na complexa teia das relações sociais, junto a processos pessoais, familiares, coletivos e profissionais com vistas a intervir frente às diferentes formas de refrações da questão social.  Profissão de caráter sociopolítico, crítico e interventivo, que se utiliza de instrumental científico multidisciplinar das ciências humanas e sociais para de forma consubstanciada analisar e intervir na realidade, garantindo direitos sociais e a promoção do exercício da cidadania, por meio de políticas sociais públicas e de instituições sociais que contribuam para o fortalecimento da democracia.

CAMPO PROFISSIONAL

O campo de trabalho do/a Assistente Social é diversificado e pode ocorrer na administração pública, podendo ser em prefeituras, secretarias estaduais, fundações e ministérios, com importante espaço hoje em organizações não-governamentais. Outras possibilidades são hospitais, clínicas, unidades sanitárias; escolas, universidades; clubes esportivos; empresas; comunidades locais; entre outros. Nessas perspectivas trabalha com políticas voltadas aos ciclos vitais (crianças, adolescentes, adultos e idosos), mas também junto a população indígena, moradores de rua, trabalhadores assalariados, dependentes químicos, pessoas com sofrimento psíquico, pessoas deficientes, trabalhadores rurais e vítimas de violência.
Nesse sentido, desenvolve pesquisas, consultorias, assessorias; atendimentos terapêuticos; perícias sociais; treinamento e desenvolvimento de pessoas; elaboração, elaboração, execução e avaliação de projetos sociais e outras práticas voltadas ao desenvolvimento social global e local.
Ampliam-se oportunidades em empresas privadas para o desenvolvimento de projetos filantrópicos de impacto social, bem como em organismos internacionais com foco em implementação e avaliação de projetos sociais.

EMPREGABILIDADE
Apresenta mercado de trabalho favorável principalmente em carreiras públicas, com oportunidades nas administrações públicas municipais, estaduais e federais. Com a admissão da Seguridade Social como modelo de proteção social, formado pelas políticas sociais de Saúde, Previdência e Assistência Social, ampliando os postos de trabalho de forma significativa.
As áreas de saúde, educação, habitação, previdenciária, meio ambiente, (hospitais, unidades básicas, vigilância sanitária, PSF) conselhos de direitos e de gestão, serviços de proteção da infância e juventude, entre outros passam a compor o cenário de empregabilidade para o Assistente Social.

DIFERENCIAIS DO CURSO

O curso de Serviço Social da Faculdade São Francisco de Assis forma profissionais capazes de responder às demandas sociais, através de práticas competentes e éticas.  A formação é moldada em estratégias na busca de excelência e inovação para o exercício profissional em Serviço Social. Nessa lógica, prepara-se para a intervenção frente às diferentes configurações de exclusão social, direcionada à garantia de direitos e a promoção da cidadania. Reconhece e instrumentaliza para abordagens interventivas na realidade social.
O curso foca no desenvolvimento de competências de gestão e no trabalho interprofissional. Para tanto, recorre a estratégias metodológicas formativas que favoreçam a construção de transformações nas realidades de trabalho do profissional. Recorre ao uso de metodologias ativas, críticas e significativas, entre elas o Problem Based Learning (PBL), aprendizagem na resolução de problemas, priorizando o trabalho em equipe, com base em pressupostos andragógicos.
O corpo docente apresenta uma sólida experiência profissional e uma qualificada formação acadêmica. Envolvimento com diferentes projetos e frentes de trabalho da profissão, enriquecendo o processo de troca no processo de aprendizagem.

Atividades Complementares

Atividades Complementares

As Atividades Complementares são práticas acadêmicas extra-curriculares, que devem ser cumpridas pelos alunos do curso de Administração ao longo do período de realização do curso. São práticas obrigatórias, ou seja, o aluno que não integralizar a carga horária correspondente às atividades complementares não poderá obter o seu diploma, mesmo que tenha obtido aprovação em todas as disciplinas do currículo do seu curso.

Acesse o Manual em Editais e Manuais | Manuais

Coordenação

Coordenação

Coordenadora

Profa. Doutora Rebel Zambrano Machado
rebel@saofranciscodeassis.edu.br


Corpo Docente

Corpo Docente

Andres Kalikoske Teixeira
Possui Doutorado em Ciências da Comunicação e Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), sendo bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Pesquisador no grupo de pesquisa Processos Comunicacionais (Processocom) na Unisinos. Desenvolve investigações sobre teorias da cultura, audiovisual, comunicação digital e convergência de mídias. Professor universitário em níveis de graduação e pós-graduação, respectivamente na Faculdade São Francisco de Assis (Unifin) e na Unisinos, onde atualmente é coordenador da Especialização em Televisão e Convergência Digital (Unisinos). Parecerista nas revistas científicas Intexto (UFRGS), Sessões do Imaginário (PUCRS) e Eptic On Line (UFS). Em 2012 publicou em Portugal o livro Economia Política das Indústrias Culturais, pela editora Media XXI. Experiência profissional em produção audiovisual no Canal Futura, Grupo Clarín (Buenos Aires, Argentina), onde atuou como correspondente internacional, e Grupo Bandeirantes.
E-mail: andres@saofranciscodeassis.edu.br
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8035715116150885
________________________________________
Beatriz Viana dos Santos
Licenciada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990). Mestre em Linguística Aplicada pelo Curso de Pós-Graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). Lecionou as disciplinas de Língua Portuguesa, Redação e Literatura Brasileira na rede particular de ensino de Porto Alegre. Lecionou Língua Francesa também na rede particular de ensino. Ministrou cursos de Português Instrumental (atualização) em empresas como Bank Boston, Schering do Brasil, Rhodia, entre outras. Ministrou cursos de Língua Francesa em empresas como Renault, Philip Morris, Crédit Commercial Français (CCF), entre outras. Corrigiu redações no Curso Pré-Vestibular Unificado. Atualmente é professora de Língua Portuguesa e de Metodologia Científica nos cursos de Administração, Arquitetura, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Jornalismo, Publicidade, Psicologia, Relações Internacionais e Tecnólogo em Marketing da Faculdade São Francisco de Assis – UNIFIN. Trabalha como autônoma na revisão de textos acadêmicos e ministra cursos de Português (Instrumental, para Estrangeiros e Concursos), Francês (Língua Estrangeira e Instrumental – Proficiência) e Redação (Concursos, Vestibular e Atualização para profissionais). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística, Redação e Língua Francesa.
E-mail: bea.viana@saofranciscodeassis.edu.br
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6879228665006326
________________________________________
Bruno Lima Rocha Beaklini
Cientista político, internacionalista e jornalista. Um dos pioneiros na formulação contemporânea do Estruturalismo de Matriz Libertária e, por consequência, da Teoria da Interdependência das Três Esferas (Ideologia-Economia-Política). Possui graduação em Comunicação Social, Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), e mestrado e doutorado em Ciência Política, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (respectivamente, em 2004 e 2009). É pesquisador em atividade, desenvolvendo trabalhos a respeito da crise financeira após 2008, com ênfase em economia política internacional. Também é membro do Grupo de Pesquisa Cepos, vinculado à Universidade Federal de Sergipe, e do Grupo de Pesquisa Emerge, do IACS, da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência nas áreas de Ciência Política, Relações Internacionais e Comunicação Social, com ênfase em Pensamento Político-Estratégico Latino Americano, Geopolítica, Economia Política Internacional, Comunicação e Cultura, Política Internacional e Teoria da Radicalização Democrática (esta como teoria de médio alcance). Atua principalmente nos seguintes temas: política internacional (ênfase em zonas deflagradas e mundialização financeira) e análise estratégica em sentido pleno (estudos estratégicos), análise política, teoria democrática, formação política para movimentos populares, comunicação comunitária e popular, economia política da comunicação, cultura política e pensamento político latino-americano.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5961075139772118
E-mail: brunorocha@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Cândida Kirst Bergmann
Graduada em serviço Social pela Universidade Católica de Pelotas. Profissional com 17 anos de experiência na área do Serviço Social; Especialista em Impactos da Violência na Saúde pela FIOCRUZ/RJ, servidora estatutária da Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, vinculada ao Departamento de Ações em Saúde, na Seção de Monitoramento e Avaliação. Início da vida profissional na Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social do Município de Amaral Ferrador – RS. Entre 2005 – 2009 atuou na área de consultoria pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura) com foco em Planejamento e Execução de Projetos, de Programas Sociais e Coordenação de Equipes. De 2009 – 2010 Coordenação do Serviço Social em Instituição com foco na família e suas multifunções.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/1410980648972863
________________________________________
Celina Nair Xavier Neta
É Bacharel em Letras Língua de Sinais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na linha dos Estudos Culturais em Educação. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (PGET) na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sob a orientação da Professora Doutora Rachel Sutton-Spence. Atuou como Professora dos Anos iniciais do Ensino Fundamental da Rede Estadual e Municipal de São Leopoldo/RS. Foi professora e coordenadora pedagógica da Escola de Ensino Médio para Surdos Professora Lilia Mazeron. Coordenou o Serviço de Ajudas Técnicas da FADERS. Atualmente é Tradutora Intérprete de Língua Brasileira de Sinais na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Desenvolve pesquisa na área de tradução, cultura e literatura surda.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9011497710866665
E-mail: celina@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Cristine Kuss
Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS -1993). Mestra em Políticas Sociais e Serviço Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Especialista em Saúde Coletiva, em Gestão de Emergência no SUS e em Preceptoria para Profissionais do SUS. É assistente social da Prefeitura Municipal de Porto Alegre desde 1995. Atualmente desenvolve sua atividade profissional junto ao Hospital de Pronto Socorro da Secretaria Municipal de Saúde de Porto alegre, onde é responsável técnica e, também, Preceptora do Programa de Residência Multiprofissional em Urgência e Emergência. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: serviço social e mortalidade, crianças e adolescentes, famílias, causas externas, formação em ensino-serviço, preceptoria de núcleo em serviço social.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0243108960989038
________________________________________
Edson Roberto Oaigen
Possui Licenciatura Curta em Ciências Naturais e Exatas pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cachoeira do Sul (1972); licenciatura plena em Biologia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (1980); Especialização em Biologia Geral pela FISC/UNISINOS; Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (1990) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Foi professor da Universidade de Santa Cruz do SUL-UNISC, no período de 1981-1997. Atuou também na Universidade Luterana do Brasil-ULBRA, de 1997 até 2011. Foi professor e coordenador no Curso de Biologia da UNOESC/SC, no período de 1995/1999. Atualmente é professor na Faculdade São Francisco de Assis, em Porto Alegre, RS, na Graduação e em cursos de Pós-Graduação, atuando também na coordenação do Laboratório de Pesquisa Multidisciplinar da Faculdade. Tem experiência significativa em atuação nos seguintes temas: Educação em Ciências, Educação Ambiental, Atividades Informais, Ambiente e Sociedade, Educação para o Desenvolvimento Sustentável e Formação de Professores. Incentivador e organizador em eventos técnicos, científicos e educacionais, destacando-se: Feiras de Ciências, Simpósios, Congressos e Encontros nas áreas Ambientais e Educacionais. Atuou na estruturação e coordenação do Centro de Ciências da UNISC e do Laboratório de Pesquisa em Ensino de Ciências – LPEC, na ULBRA, ambos com forte atuação na Iniciação a Educação Científica, possibilitando condições para a formação até o Mestrado e/ou Doutorado para inúmeros bolsistas que iniciaram durante a graduação. Desde 2004 é professor convidado no Programa de Postgrado en Ciências de la Educación- Maestría y Doctorado – en Universidad Evangelica del Paraguay, Asunción-PY, onde também desempenha a função de Coordenador Pedagógico do referido Programa, no convênio UEP/Instituto Eckart, Propôs e teve aprovado inúmeros projetos em órgãos de apoio a Educação, Ciências e Tecnologias, tais como: FAPERGS, CAPES, FINEP e SESU. Atualmente atua como Pesquisador colaborador do Instituto Eckart, Cachoeirinha/RS na função de consultor e coordenador Acadêmico em nível de Pós-graduação. Atuou como Consultor da FECOMERCIO/RR onde coordenou a equipe de Implantação da Faculdade do Comércio de Roraima. Atuou como consultor do IBGEN com palestrante na capacitação de Conselheiros da SICREDI no Estado de Mato Grosso abordando a temática sobre Desenvolvimento Sustentável e Ambiente
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5996182466297217
E-mail: edson@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Ernani Ott
Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1967), graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1980), especialização em Contabilidade pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1982), doutorado em Ciências Contábeis pela Universidade de Deusto, Espanha (1998). Atualmente é professor titular da Universidade do Vale do Rio dos Sinos e professor da Faculdade São Francisco de Assis – UNIFIN Tem experiência na área contábil, com ênfase em Teoria da Contabilidade, atuando principalmente nos seguintes temas: responsabilidade social, balanço social, contabilidade ambiental, capital intelectual e evidenciação de informações contábeis
E-mail: ernani@saofranciscodeassis.edu.br
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6014537302206830
________________________________________
Eva Seloi Santos Sarmento
Possui Mestrado Profissional em Gestão e Negócios pela UNISINOS; graduada em Administração pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos com Pós-Graduação em Gestão de Recursos Humanos pela FEEVALE. Tem experiencia na área estratégica de gestão de pessoas da CAIXA. Foi gestora de diversas unidades da CAIXA. É Instrutora Estratégica da Universidade Corporativa da CAIXA atuando em diversas ações educacionais. Certificada pela Franklin Covey para mediar o Curso os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes para os líderes da CAIXA. Experiência de 3 anos na coordenação do Plano de Saúde CAIXA (Auto-Gestão) no estado do Rio Grande do Sul. Atua como Professora Convidada no MBA em Gestão Estratégica de Negócios módulo Gestão Contemporânea de Pessoas e Gestão da Mudança na UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), também é professora na Universidade São Francisco de Assis – UNIFIN – no Curso de Administração de Empresas nas disciplinas de Gestão Estratégica de Pessoas e Gestão do Terceiro Setor. Atuou como professora convidada na pós-graduação em Gestão de Pessoas no CNEC Farroupilha em gestão do Clima e Cultura Organizacional. Desenvolve e atua em disciplinas EAD para cursos de pós-graduação. Possui experiência na condução de oficinas de Design Thinking. Gosta de tudo que diz respeito ao desenvolvimento de pessoas.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/2595579836697922
E-mail: eva@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Evelyn Soledad Reyes Vigueras
Possui Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, no ano de 2012, Mestrado em Clínica Médica e Ciências da Saúde pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, no ano de 2005, Especialização em Psicoterapia Dinâmica pela Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, UFCSPA, no ano de 2003 e Graduação em Psicologia pela Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, no ano de 2000.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5370226024978670
________________________________________
Guilherme Gomes Ferreira
Assistente social, mestre e doutor em Serviço Social pela Escola de Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Doutor em Serviço Social também pela Escola de Sociologia e Políticas Públicas do Instituto Universitário de Lisboa. Residente em Saúde da Família e Comunidade pelo Grupo Hospitalar Conceição. Membro do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (CNPCT). Coordenador voluntário do projeto Passagens – Rede de Apoio a LGBTs nas Prisões. Trabalhou como assistente social (2014-2015) na Igualdade – associação de travestis e transexuais, vinculado a projeto social na Cadeia Pública de Porto Alegre junto às travestis e homossexuais privados de liberdade. Foi professor do curso de formação para agentes penitenciários (2015) pela Superintendência de Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul. É autor dos livros “Travestis e prisões: experiência social e mecanismos particulares de encarceramento no Brasil” (2015), “Diversidade sexual e de gênero e o serviço social no sociojurídico” (2018) e “Vidas lixadas: crime e castigo nas narrativas de travestis e transexuais brasileiras” (2018), como também de artigos que versam sobre a temática prisional e as experiências transgêneros (Revista Cadernos de Gênero e Sexualidade; Temporalis; Sistema Penal & Violência; Textos & Contextos). Ativista na ONG Somos – Comunicação, Saúde e Sexualidade. Pesquisador associado ao Grupo de Pesquisas e Estudos em Ética e Direitos Humanos da PUCRS e ao Núcleo de Doutorandos em Estudos Latino-Americanos do ISCTE-IUL. Parecerista ad hoc da Revista Serviço Social & Sociedade.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0527376226662721
________________________________________
Idilia Fernandes
Graduada em serviço Social. Possui mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1995) e doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002). Atualmente é professora visitante da Universidade Luterana do Brasil, membro de comitê da Escola de Saúde Pública, assessora do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Assistente Social – Fund. de Artc. e Des. da Pol. Púb. para PPD e PPHA do RS. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social, atuando principalmente nos seguintes temas: acessibilidade universal, barreiras arquitetônicas, inclusão e cidadania, serviço social e acesso ao social, o instrumental do trabalho do serviço social, abordagem grupal e familiar, metodologia dialética, trabalho em equipe interdisciplinar na área da saúde mental.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0694990522568924
________________________________________
Jaqueline da Rosa Monteiro
Graduada em Psicologia (URCAMP 1995), Mestre em Serviço Social (PUCRS 2009) e Doutora em Psicologia Social (UFRGS 2013).Técnica Especialista em Saúde – SECRETARIA DA SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL. Tem experiência na área de Saúde Coletiva e Saúde Mental, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde mental, reforma psiquiátrica, desinstitucionalização, saúde mental em hospital geral, regulação assistencial.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/12343925742236
________________________________________
Juliano Gomes de Carvalho
Bacharel em direito, Mestre em de Ciências Criminais, proficiente em língua inglesa, com experiência em filosofia e sociologia. Formado em Direito pela Universidade Luterana do Brasil – Guaíba, pesquisador bolsista proict ulbra 2010-2011, Mestre em Ciências Criminais pela Pucrs 2013/2014 – bolsista capes. Professor de história do direito em UIFIN Porto Alegre. Professor de disciplinas relativas a direitos humanos, filosofia do direito, sociologia, criminologia, história do direito, ciência política e penal. Proficiente em língua inglesa pelo centro universitário Ritter dos Reis.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9004741820332665
E-mail: juliano@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Kelinês Cabral Gomes
Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1991), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002), doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2006) e Pós-doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2016). Foi professora de Graduação e Pós-Graduação do Curso de Serviço Social presencial e à distância da Universidade Luterana do Brasil. Diretora da Sensu Consultoria. Tem experiência na área de Serviço Social, Formação Profissional, assessoria e Consultoria atuando nos seguintes temas: Família em situação de vulnerabilidade, Gestão de projetos, Gestão Social, Formação e exercício profissional, Políticas Sociais, Proteção Social, Violência.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/4848701677306272
________________________________________
Lívia Ramalho Arsego
Assistente social (PUCRS), Doutora em Serviço Social (PUCRS), Mestre em Ciência Política (UFRGS), Especialista em Direito do Estado (UFRGS), Especialista em Saúde da Família e Comunidade (RIS/GHC), Bacharel em Ciências Sociais (UFRGS), Assistente de Coordenação da equipe Gestão do Trabalho, Educação e Desenvolvimento/GRH/GHC, atuando nas áreas de gestão do trabalho, formação profissional e planejamento e avaliação em saúde.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5441427451637711
________________________________________
Luíza Rutkoski Hoff
Possui graduação em Serviço Social pela Faculdade de Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Especialista em Saúde Mental Coletiva pela Escola de Saúde Pública de Porto Alegre – ESP/RS. Mestra em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), bolsista CNPQ. Atualmente doutoranda em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PUCRS). Pesquisadora CNPQ no Núcleo de Estudos e Pesquisas em Trabalho, Saúde e Intersetorialidade – NETSI. Representante Discente do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (2017/II – 2018/II). Autora do livro “Público e privado na política de saúde mental: inflexões de um mundo à parte”. 1. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016. Atua nos principais temas: Políticas Sociais, Política de Saúde, Intersetorialidade, relação público privada no SUS, Sistemas de Proteção Social.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9899186438840933
________________________________________
Manoela Rodrigues Munhoz
Possui graduação em Serviço Social pela Universidade Luterana do Brasil (2007). Especialização em Gestão da Política de Assistência Social, pela Universidade Veiga de Almeida (2011). Mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Servidora da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0212970932306620
________________________________________
Mari Aparecida Bortoli
ASSISTENTE SOCIAL, graduada pela Universidade Católica de Pelotas UCPel, com Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PPGSS/PUCRS e Estágio Pós-Doutoral PNPD/CAPES/PUCRS. EXPERIENCIA PROFISSIONAL em: Organizações Privadas não Lucrativas, Empresa Privada, Esfera Estatal, Instâncias Públicas de Controle Democrático e Fundações Empresariais. EXERCÍCIO DE FUNÇÕES vinculadas ao: (I) MAGISTÉRIO, DIREÇÃO E SUPERVISÃO ACADÊMICA: Docência em Programa de Pós-Graduação (stricto sensu e lato sensu) ensino, coordenação de pesquisas e orientação de monografias e dissertações. Docência em Curso Serviço Social ensino, coordenação de pesquisa e extensão universitária, Supervisão de Estágios (campo e acadêmica) e Orientação de Trabalhos de Conclusão de Curso. Gestão/Coordenação de Curso de Serviço Social e de Prestação de Serviços (capacitação de conselheiros, capacitação de lideranças comunitárias). (II) ASSESSORIA, CONSULTORIA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA: Assessoria e Consultoria para implementação da coleta seletiva solidária, levantamento e análise de dados sobre situação e condições de trabalho dos catadores de materiais recicláveis, reivindicações do segmento e acesso aos direitos sociais, mobilização e organização para geração de trabalho e renda em Associações e Cooperativas; implantação de coleta seletiva em unidades de ensino e em entidades voltadas à iniciativas de Sustentabilidade e Responsabilidade Social, Assistência Técnica no Programa de Filantropia para apoio e assistência estudantil, Assessoria para habilitação institucional e realização de Cursos de Capacitação de Conselheiros da Política de Assistência Social e de Conselheiros Tutelares; Elaboração de pareceres técnicos e avaliação de estudos na área da Assistência Social e Segurança Alimentar; Avaliação e Revisão de periódicos. (III) ACOMPANHAMENTO SOCIAL A INDIVÍDUOS GRUPOS E FAMÍLIAS: Desenvolvimentos de ações socioeducativas no campo das políticas sociais, com crianças, adolescentes e famílias, formação e desenvolvimento de trabalhos em grupo. Orientação a indivíduos, grupos e famílias para acesso aos direitos, ações socioeducativas voltadas ao atendimento das necessidades dos trabalhadores e das condições de trabalho. (IV) IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS: planejamento institucional e profissional, desenvolvimento de estudos sócio econômicos para acesso a benefícios e serviços, mapeamento da rede socioassistencial, acompanhamento social a população indígena e população em situação de rua. Mobilização para participação social. Membro representante dos Segmentos Organizados da Sociedade Civil no Conselho Municipal de Segurança Alimentar COMSEA/Cruz Alta, Representante dos Profissionais do Serviço Social no Conselho Municipal de Assistência Social COMAS/Cruz Alta.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/3344778997789087
________________________________________
Otávio Borsa Antonello
Professor e Coordenador do Curso de Direito da Faculdade São Francisco de Assis – UNIFIN. Mestre em Economia, com ênfase em Controladoria pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Porto Alegre/Brasil (2006). Especialista em Administração e Planejamento para Docentes pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA, Gravataí/Brasil (2001). Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA, Gravataí/Brasil (2002). Bacharel em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS, Porto Alegre/Brasil (1997).
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9727746598229630
E-mail: otavio@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Patrícia Ullmann Palermo
Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003), possuindo mestrado em Economia Aplicada (2005) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009). Atualmente é professora Adjunta II da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-Sul) e professora Titular das faculdades São Francisco de Assis – Unifin. Também atua como professora da Pós-Graduação da Uniritter. É economista-chefe da Fecomércio-RS, tendo larga experiência como palestrante na área de conjuntura econômica.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/7528803581182451
E-mail: patipalermo@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Priscilla da Silva Lunardelli
Possui Graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). Especialização em Direito Sanitário pela Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul/UNISINOS (2011). Especialização em Gestão da Clínica no SUS: Educação na Saúde para Preceptores do SUS pelo Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa (2014). Assistente Social da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul lotada na Coordenação Estadual de Saúde do Idoso como Coordenadora. Orientadora da Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5946417544897559
________________________________________
Rebel Zambrano Machado
Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1979), mestrado em Administração pelo PPGA da Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e mestrado em Metodologias do Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997), Doutora pelo PPSS, Escola de Humanidades, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2018). Especialista em Saúde vinculada à Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, professora de pós-graduação convidada de diversas Universidades, entre elas IMED, FSG, Centro Educacional São Camilo – União Camiliana, Sistema Educacional Galileu; professora titular dos cursos de graduação em Administração, Contábeis, Psicologia e Direito, orientadora de estágio e de TCC, Coordenadora do Curso de Administração da Faculdade São Francisco de Assis. Pesquisadora, tem experiência na área de Administração, com ênfase em Política e Planejamento Governamentais, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão pública, políticas públicas e ações em saúde, gestão de pessoas, cadeia produtiva, interdisciplinaridade e integração escola/comunidade.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5476188943900107
E-mail: rebel@saofranciscodeassis.edu.br
________________________________________
Sônia Maria Araújo Figueiredo Almeida
Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1977), especialização em Orientação Familiar pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1981), mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Serviço Social (2010) pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora assistente da Universidade do Vale do Rio dos Sinos e pesquisadora associada no NEPEVI, grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social Aplicado, atuando, principalmente, nos seguintes temas: Política de Assistência Social, processos de trabalho no Serviço Social, políticas públicas, violência doméstica e familiar em relação à criança/adolescente, à mulher e ao idoso, violências nas escolas, família e formação profissional.
Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8772944443546830

Estágio Curicular

Estágio Curricular

O Estágio curricular supervisionado obrigatório constitui-se em componente curricular teórico-prático obrigatório para integralização do curso de Serviço Social da Unifin e expressa uma experiência de formação por três semestres, cujos resultados precisam ser pautados na perspectiva da competência profissional, pelo compromisso e pela qualidade dos serviços prestados à população na perspectiva da consolidação do projeto ético político profissional. O Estágio segue as Diretrizes Curriculares aprovadas pelo CNE e está alinhado com o Projeto Pedagógico do Curso, que coloca a supervisão acadêmica como um espaço pedagógico na formação e o estágio como processo de qualificação para o exercício profissional. Diante disso, não pode dar-se de forma isolada.

A carga horária do estágio é de 570 horas, divididas em três níveis, perfazendo para cada um 190 horas, sendo 130 horas em campo de estágio, distribuídas na semana e no semestre, devendo ocorrer em três dias por semana, durante o semestre letivo de quatro meses.

Grade Horária das Disciplinas
Investimento

Investimento

Curso de Serviço Social tem carga-horária de 3.200 horas/relógio realizado em 8 (oito) semestres.

As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira das 18h58min às 22h42min, com oficinas de estudo (aulas de reforço) facultativas aos sábados.

Encargos Educacionais Graduação 2020

O número mínimo de créditos a cursar é 8 (2 disciplinas) desde o 1º semestre do curso.

* Tabela de valores líquidos já considerando a bolsa FSFA de 32,40%, para alunos novos, rematrícula consultar valores pelo portal do aluno.

O boleto bancário deve ser emitido, ao final de cada mês, SOMENTE pelo portal do aluno.

Ensino de qualidade com preço diferenciado.

  

Projeto Pedagógico

Projeto Pedagógico

Clique aqui

Monitoria

Monitoria

O objetivo da monitoria é preparar discentes, com base em nossa realidade, promovendo postura profissional que permita trabalho cooperativo de monitor de forma a atender expectativas desta Instituição e da sociedade, por meio de um serviço de qualidade, aplicável aos diferentes cursos, prestando serviços à administração, coordenação, contribuindo para a realização do ensino, pesquisa e extensão, bem como funcionando como mecanismo de nívelamento dos discentes, eliminando as deficiencias oriundas do ensino médio.

Trabalho de Conclusão

O Trabalho de Conclusão de Curso no que couber a legislação vigente consiste em pesquisa individual orientada, relatada sob a forma de um artigo científico, em qualquer área de conhecimento do Curso.

Os objetivos gerais do Trabalho de Conclusão de Curso são os de propiciar aos alunos do curso de graduação a ocasião de demonstrar o grau de habilitação adquirido, o aprofundamento temático, o estimulo à produção científica, à consulta de bibliografia especializada e o aprimoramento da capacidade de interpretação crítica.

Os artigos deverão ser inéditos, ou seja, não terem sido publicados em qualquer órgão editorial.

O Trabalho de Conclusão de Curso é desenvolvido sob a orientação de um professor do Curso.

O Trabalho de Conclusão de Curso é atividade de natureza acadêmica e pressupõe a alocação de parte do tempo de ensino dos professores à atividade de orientação, na forma prevista nas normas internas.

Considera-se aluno em fase de realização do Trabalho de Conclusão de Curso, aquele regularmente matriculado na disciplina respectiva, pertencente ao currículo do Curso de Graduação.

O artigo científico, expressão formal do Trabalho de Conclusão do Curso, deve ser elaborado considerando-se:

I –    na sua estrutura formal, os critérios técnicos estabelecidos nas normas da ABNT sobre documentação, no que forem eles aplicáveis;

II –   no seu conteúdo, a vinculação direta do seu tema com um dos ramos do conhecimento, preferencialmente aqueles identificados pelas disciplinas ofertadas no currículo.

Os artigos deverão ser elaborados de acordo com regulamento de elaboração de trabalhos de conclusão de cursos da Faculdade São Francisco de Assis.

A versão definitiva do Trabalho de Conclusão de Curso deve ser encaminhada à Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso em 2 (duas) vias, além dos demais requisitos exigidos neste Regimento.

Acesse o Manual de Normas e Apresentação de Trabalhos Escolares

Acesse o Template para Digitação do Trabalho de Conclusão

QUER CONHECER O PERFIL DE UM ASSISTENTE SOCIAL?

Clique em VER PERFIL e descubra se você se encaixa nesta profissão.

INTERESSADO NESTE CURSO?

Deixe seu nome e e-mail e receba um material que preparamos especialmente para você sanar suas dúvidas e decidir sua profissão de futuro!

Fale Conosco